quarta-feira, 28 de abril de 2010

Sobre doença, hotel e Maria......

Malu está doente.

Putz, como me dói escrever isso!

Em um mês essa é a segunda vez que Malu tem uma tal de Laringite Estridulosa (vulgo tosse de cachorro).

Na primeira vez foi um terror, acordamos com Malu tentando respirar e fazendo um barulho terrível, mal conseguia falar a menina. Tossia uma tosse esquisitissima e vomitou de tanto tossir.

Tão estranho que só foi o tempo de vestir uma roupa por cima do pijama e correr para um D'Or da vida.

Às 04:00 da manhã estávamos lá, fazendo nebulização com ADRENALINA e tomando um remédio sinistro. Foi a primeira vez que paramos num pronto socorro e a pediatra da Malu concordou com a medicação, não havia mais o que fazer no momento. Depois que saímos de lá voltamos para os remedinhos naturais e aos poucos Malu melhorou.

Agora estamos nessa agonia de novo. Semana passada a tosse de pitbull voltou com força, dessa vez não corremos para o pronto socorro. Ao menor sinal de que ela tinha voltado começamos o tratamento novamente e estamos nesse momento Tosse-choro-catarro-mais tosse- mais choro.......

De dia Malu fica maravilhosa, brinca, come, corre, vai para a escola, tudo tranquilo, mas quando a noite chega.....Ela não dorme por nada, a tosse incomoda e não deixa e se ela não dorme.....

Nos dois momentos em que ela ficou doente um coincidência pesa na minha cabeça. Nos dois momentos havia uma separação nossa. Na primeira vez eu estava num trabalho que me consumiu bastante e nos afastou um pouquinho. Agora, a crise veio quando eu tentava tirar o mamá da madrugada.

Ok, ok, nos dois momentos o tempo deu uma virada, mas sabe como é mãe, né?! Culpa, oh culpa!

Nossa, e esses momentos de doença são punk, né?! Não sei mais o que é dormir!!! Tem horas que bate um desespero, um cansaço terrível, misturado com um mal humor que dá medo. Nessas horas vejo como é difícil ser mãe, porque Malu gruda, suga todas as minhas energias, tudo sou eu, não há trégua. Bate vontade de fugir correndo, lembro de uma amiga de lista de email que conta que certa vez foi capaz de vizualizar a si mesma largando todos para trás e indo para um hotel, DORMIR!!!!!

Mas eu fico, assim como essa minha amiga ficou. Sei o quanto ela precisa de mim, e o quanto eu preciso dela bem. Me entrego ao cansaço, dou o que nem sei mais se tenho para dar. Viro cama, restaurante, parque de diversões, aconchego e remédio. Isso mesmo, porque remédio melhor que MÃE tá para ser inventado.

E nessa hora eu penso em como é dificil escolher ser mãe. Como sabemos pouco sobre a maternidade quando somos só filhas.

Ser mãe foi uma mudança radical para mim.

Como diria Maria: " Existe uma história Antes de Cristo e outra, bem diferente, Depois de Cristo!"

3 comentários:

Érica, disse...

Gabi querida, vivi e vivo isso. Sabe aquele nebulizador que solta ar quentinho? Foi o que deu certo aqui em casa.
É água e bicarbonato. Tente, quem sabe dá certo.
Sorte!
bjo

Beta disse...

Bah Gabriela, como eu sempre digo: depois de virar mãe a gente se transforma em outra mulher, sem deixar de ser a gente mesma.Mas é uma transição bem dolorosa em alguns aspectos...
Morri de rir com o lance do hotel, é bem por aí mesmo, hehehe (e confesso que tb consigo me imaginar fazendo isso ás vezes - só imaginar, né?).
Mas concordo contigo, a gente não faz ideia do que é ser mãe enquanto é filha. Mas por outro lado, a gente não faz ideia da força que temos dentro de nós antes de sermos mães.
Bjão

piscardeolhos disse...

Querida, não se culpe. A tosse não veio por sua causa e sim uma coisa chamada ESCOLA, conhece? Aqui em casa o mesmo...
Agora, muito sério, sabe o que tem ajudado muito muito muito? Soro no nariz. Ai, eu sei que é óbvio, mas me refiro a quantidade de vezes que se coloca o soro. Coloco uma seringa pela manhã e depois, na escola, eles pingam novamente mais duas vezes. Repito o processo no final da tarde e a noite.
Amiga, a catarrada toda começou a sair e ele não está tossinho a noite. Pra mim pareceu milagre, quase mandei fazer uma camiseta escrito SORO, I LOVE SORO.
Nebulizacao aqui não funciona. Noah fica com a garganta irritada e tose mais ainda.
Bom, amiga, fica a dica!
beijo beijo e melhoras pra essa fofa que é a Maluzinha!