domingo, 29 de novembro de 2009

Merce uma explicaçãozinha, né?!

Queridas,

Depois do último post eu sabia que ia ter muito que me explicar.... Esses assuntos que envolvem a sexualidade humana, em geral, são tão confusos e eu, uma mãe e escritora de primeira viagem, posso ter me enrolado um pouco na hora de colocar minha idéia.

Primeiro eu gostaria de deixar bem claro que não acredito em determinismo. Não acho, de modo algum que todas as mulheres que passaram por uma cesárea ficam frustradas, feridas (afora a cicatriz, certo?!), tristes ou o que for.

Segundo, meu post se dirigia àquelas que ficaram feridas!!! Àquelas que sentiram frustração pelo não-parto, porque elas existem!!! Mesmo numa cesárea suuuuuper bem indicada pode haver um sofrimento residual, daquilo que não foi. Sim, o bebê está bem, chegou lindo, a equipe foi super atenciosa, carinhosa, mas..... Não era assim que ela imaginava.

Terceiro, as mulheres que passaram por partos vaginais também podem se sentir frustradas, decepcionadas e etc. Não é um "privilégio" das que passam pela cesárea. Imagina uma episio que você não queria, uma manobra de Kristeler, um médico suuuuper amigo falando :" Tá doendo?? Mas na hora de fazer não doeu, ?!" (com aquele risinho de galã de propaganda de dentadura).

Eu queria falar para as mulheres que não desejaram suas cesáreas, que sofrem elas até hoje, que se sentiram roubadas, enganadas ou até deformada, isso mesmo, tem médico que culpa a bacia da mulher, a sua altura, seu peso, sua alimentação, seu signo.......Para essas mulheres eu gostaria de falar: Chorem sim!!!!!! Mas não paralisem!!!!! Pense, reflita, mude o que precisar mudar, mas não paralisem jamais!!!!

Acho que na nossa contemporâneidade os sentimentos que são julgados como negativos, são estigmatizados, bloqueados e engolidos. Mas a gente se engana quando acha que depois de engolidos eles são digeridos!!!! Nada..... Eles ficam lá, encaroçando nossa vida, nossas relações.

Minha intenção é estimular a todas nós (não só as "cesáreadas", mas aqui eu falava delas) a nos questionarmos, refletir sobre nossas vivências, cutucarmos nossas feridas, a fim de conhecê-las e não aumentá-las, ok?!

Bom, é isso.... Espero que me entendam....

Gabi

ps. Parabéns para minha grande amiga que espera ansiosamente (como toda grávida) sua fofa Alice!!! Uma bela mamiferazinha que se mostrou na ultra toda agarrada às entranhas da mãe, passional, não?! hehe

ps2.Parabéns também à minha nova amiga, que espera um(a) pequeno(a) BUDA, que de tanto escutar da mamãe que seja calminho é capaz de entrar no mosteiro assim que parar de mamar! rsrs

ps3. Parabéns à mamãe do fofo Noah, que agora será mãe pela segunda vez e espera que seu lindo bebê venha cheio de saúde, mas não ficará nada triste que seja uma menininha, ok?!

ps4. Parabéns também à mãe do Matheus, que espera o segundinho, que segundo o primogênito, deveria se chamar Ostrogildo, ou qualquer outro nome que deixe bem claro que ele é o segundo e ponto!

4 comentários:

Jo M. E. Guerra de Carvalho disse...

gabi, eu amo seu blog. amo seus posicionamentos, suas postagens. e amei essa também. obrigada!
Linquei até seu blog no meu, para vir aqui ser minha prioridade, assim que saiba do post.

beijo de tua amiga,

Jo, aprendiz de si mesma, sobrevivente por vocação... e tirste, hoje, mas feliz pelo seu post

Grazi disse...

Eu nem vou por a minha opiniao aki senaum vc vai receber ateh ameaca hehehe
Senhorita Alice manda um chute, oq eu acho q representa um bjo no mundinho dela ;)

Beta disse...

Muito legal a tua posição nesse assunto. Eu sou uma dessas mulheres que se sentiu roubada, violada, desrespeitada e carrega uma cicatriz não apenas na barriga, mas na alma. Na época me achei com sorte por entrar em TP, mas a pressão pela cesárea era algo tão forte que na hora fraquejei, faltou alguém que segurasse minha mão e apoiasse e as coisas terminaram de um jeito bem traumático. Mas enfim, tu tens razão, podemos chorar mas nunca nos paralizar. Mas a dor vive sempre com a gente, apenas aprendemos a conviver com ela.
Parabéns pelo blog (linquei no meu, tudo bem?).
Abração.

Gabriela Prado disse...

Beta, claro que pode linkar!!!!!

Depois vou lá te fazer uma visitinha!!!

Bjs